O norte e o sul tu os criaste; Tabor e Hermom jubilam em teu nome. Tu tens um braço poderoso; forte é a tua mão, e alta está a tua destra. Salmos 89:12,13

terça-feira, 29 de julho de 2014

Seis pessoas morrem afogadas no Rio São Francisco

Os seis homens jogavam futebol quando um começou a se afogar após tentar pegar a bola
Seis homens foram vítimas de afogamento na manhã deste domingo, 27, no Rio São Francisco, trecho de Serra do Ramalho no oeste da Bahia. Até a manhã desta segunda-feira, 28, apenas três corpos foram localizados.
Segundo o investigador da 24ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), Wilson Guimarães, as seis vítimas, todos rapazes, faziam parte de um grupo da Igreja Evangélica Adventista e participavam de um retiro no Povoado de Passos.
Os jovens tinham entre 14 e 25 anos e jogavam futebol às margens do rio, quando a bola caiu na água e um deles se arriscou a buscar. Ao ver que o colega se afogava, os demais tentaram salvá-lo, mas acabaram sendo arrastados pela correnteza.
O acidente aconteceu por volta das 10h da manhã e o primeiro corpo foi localizado 1h30 após o registro. Até o momento três corpos foram encontrados. O Corpo de Bombeiros, a Marinha e pescadores do povoado realizam buscas no local para encontrar os outros corpos nesta segunda.
As vítimas residiam no bairro de Agrovila 20, em Serra do Ramalho, e familiares se encontram no local aguardando informações e notícias das buscas.
Os corpos estão sendo encaminhados para o Hospital Municipal Vanderlei Farias

sábado, 26 de julho de 2014

MPF ajuíza ação para que Iphan restaure Estação Ferroviária de São Félix

Uma ação civil pública foi ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) em Feira de Santana na quarta-feira (23) para imediata restauração da Estação Ferroviária do município de São Félix/BA, também conhecida como Estação Central da Bahia. A ação é decorrente de um abaixo-assinado com 794 assinaturas de moradores da região que alertavam para o grave estado de deterioração do local.
De acordo com inspeção feita pelo Iphan na estação, foram constatados trechos desabados, proliferação de insetos, oxidação das ferragens, infiltrações e até mesmo crescimento de árvores, com altura superior a três metros, sobre o teto. Além disso, o laudo da Polícia Federal relata que existe um acentuado risco de incêndio e desabamento da estrutura.